Férias: saiba como adaptar sua alimentação fora da rotina

Férias: saiba como adaptar sua alimentação fora da rotina

O estresse constante tem sido um dos grandes inimigos da saúde da nossa geração. O limite entre o trabalho, obrigações pessoais e familiares, excesso de exposição a aparelhos eletrônicos têm atrapalhado nossa qualidade de vida. O excesso de estresse atrapalha na qualidade do sono, aumenta o apetite, aumenta o risco de alguns tipos de câncer e doenças cardiovasculares. Por isso, férias são fundamentais para nos desligarmos da rotina estressante, aproveitar momentos felizes em família e colocarmos a saúde em dia.

No entanto, muitas pessoas, por falta de informação, associam o período de férias com época para sair da rotina, incluindo aí, um motivo para inclusão de todo tipo (e quantidade) de alimentos que estão associados ao ganho de peso.

Na verdade, isso não é necessário. O melhor é associar a oportunidade de sair de férias e aproveitar o descanso com hábitos saudáveis (razoavelmente, sem neuroses por favor). Separei algumas dicas que sempre utilizo com meus pacientes.

– Férias são oportunidades para experimentarmos alguma atividade física e, muitas vezes, atividades diferentes das que estamos acostumados. Isso é ótimo, porque nosso corpo se acostuma com nossas atividades tradicionais. Alterar o tipo de atividade é sempre um desafio novo para o nosso organismo. Então, praias são excelentes locais para longas caminhadas, cidades novas e parques são outras oportunidades para caminharmos com mais prazer. Hotéis, pousadas e resorts também costumam ter locais para exercícios. Não deixe de levar seu tênis na mala.

– Sua alimentação pode mudar, mas não precisa comer somente o que não faz bem. Dê preferência a um café da manhã reforçado, com alguma fonte proteica (ovos mexidos, cozidos, queijos, iogurte, tofu). Isso ajudará a te deixar mais saciado durante o dia. Além disso, hotéis e locais novos nos dão a oportunidade de experimentar frutas diferentes. Evite excesso de sucos, são calóricos e não favorecem a saciedade.

– No almoço e jantar prefira preparações assadas. Alimentos fritos têm o valor calórico triplicado. Isso não significa que você nunca comerá um peixe frito nas férias, mas não precisa comer todos os dias, certo? Caso ache que vai almoçar mais tarde (acontece muito nas viagens) procure levar algum lanche na bolsa (castanhas, frutas secas, barras de proteína) ou tome uma boa água de coco.

– Não fique um período muito grande sem comer, isso faz que você coma qualquer tipo de alimento sem muito critério de escolha. Sempre levo comigo lanches saudáveis. Costumo procurar, logo no primeiro dia, algum local perto onde eu possa me abastecer de lanhes saudáveis. Isso ajuda muito no controle de carboidratos. O difícil é que o mais comum e disponível são fontes de carboidratos refinados (bolacha, biscoitinho e outros industrializados). Deixe esses alimentos para uma emergência. Lembre-se: férias são importantes para o corpo e a mente, mas não vale se você intoxicar o corpo todos os dias com alimentos de alto índice glicêmico.

– Álcool também pode ser utilizado se for com moderação (claro, se você não estiver doente). Apesar do apelo “álcool relaxa”, muitas outras atividades saudáveis relaxam: caminhada, corrida, natação, sauna, yoga. Deixe a bebida alcoólica para momentos especiais. E, nesse dia, beba bastante água, isso diminui a desidratação que o álcool ocasiona no nosso corpo.

– Doces com moderação. Não precisamos de extremos: nem todos os dias e nem nunca também. De vez em quando vale a pena matar a vontade de uma sobremesa. Você pode ainda dividir com alguém. Além disso, picolés de fruta são ótimas opções com menor valor calórico que o sorvete e outras sobremesas.

Não esqueça de aproveitar suas férias. Você e sua família precisam desse momento. Mas não vale fazer disso uma desculpa para comer de tudo e muito. Feliz 2019, com menos estresse e mais saúde.

Compartilhe esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *